Será a medicina dentária um produto de luxo?

Há já algum tempo que a situação da medicina dentária em Portugal, e um pouco por todo o mundo, tem vindo a ocupar o meu tempo de reflexào. Se o acesso à  saúde é um direito universal, por que razào a medicina dentária é posta de parte?

O facto é que nós, os dentistas, sempre fomos os “parentes pobres” entre os médicos e são poucas as pessoas que percebem a importância que a saúde oral tem para a vida de uma pessoa – estão envolvida na expressão, na fala, na mastigação!

No mês passado, escrevi para a Gerir & Liderar precisamente sobre esta noçào errada de que a medicina dentária é um “luxo”, noçào essa que tem afectado negativamente a vida de demasiadas pessoas.

são cada vez mas as pessoas que vêm ter connosco devido a más experiências do passado, ou que conhecem alguém que sofreu com a sua experiência. Por tudo o que tenho visto e ouvido, sinto que é cada vez mais importante que a população seja informada e saiba a que se propõe quando marca uma consulta.

A verdade é esta: praticar medicina dentária com excelência, escolher os melhores materiais, utilizar as tecnologias mais avançadas e seguir os protocolos clínicos tem um custo elevado, em tempo e dinheiro!

há claro que é possível praticar medicina dentária reduzindo os recursos, o tempo e, consequentemente, o preço final. Mas eu não o faço!

Se quiserem entender melhor a decisão que eu tomei conscientemente na liderança da White Clinic®, sugiro-vos que leiam na íntegra o artigo publicado na Gerir & Liderar.

 

Compartilhe este artigo

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Publicações relacionadas

Comentários

Scroll to Top